Clima
Tupi Paulista
min
max

Prefeitura Tupiense consegue licença de operação do aterro sanitário com validade até 01/02/2024

de 13/02/2019
Prefeitura Tupiense consegue licença de operação do aterro sanitário com validade até 01/02/2024 O secretário Estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo, Marcos Penido, autorizou, na última sexta-feira (01/02/19), a concessão da Licença de Operação do Aterro Controlado em alas sob responsabilidade da Prefeitura de Tupi Paulista.

Para tanto a Administração precisou realizar todas as adequações necessárias no local e providenciou todas as documentações exigidas por lei para a adequação do licenciamento ambiental do empreendimento em questão.
No início da atual Gestão a CETESB atribui nota 4,1 ao nosso Aterro Sanitário em Valas e teve que arcar em duas oportunidades com multas aplicadas por aquele órgão.
Após a realização das adequações a nota atribuída ao mesmo foi de 8,4 e considerado um dos melhores aterros da região, senão o melhor e mais bem conduzido.
Hoje o empreendimento já possui a Licença de Operação (L.O) exigida pelo órgão ambiental do estado ( CETESB ), estando assim apto a receber os resíduos sólidos domiciliares. Com a liberação, os resíduos coletados no município voltou a ser descartado no aterro controlado em valas, que está localizado na Estrada Rural TPA-132 – Bairro Córrego do Galante.
O prefeito Alexandre Tassoni Antonio (Lê) explicou que a administração municipal agiu rápido para liberar o aterro para que não houvesse solução de continuidade na coleta do lixo domiciliar e viesse a acarretar danos à população.
O prefeito também disse que o aterro estava em “perfeitas condições”, mas que o órgão ambiental exigiu as licenças ambientais ( Licença Prévia, Licença de Instalação e Licença de Operação) e a condução adequada do empreendimento, o que foi realizado o mais rápido possível para atender a legislação vigente